segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Para reflexão...

"Se você conhece o inimigo e conhece a si
mesmo,
não precisa temer o resultado de
cem batalhas.


Se você se conhece, mas não
conhece o inimigo, para cada vitória sofrerá
também uma derrota.


Se você não conhece nem
o inimigo nem a si, perderá todas as batalhas"




Sun Tzu

http://links.lomadee.com/ls/amVLQztOeEJZWlBZQjsyMzUyMzA4NzswOzEzNTszMzU0MDE2OTs7QlI7MTs-.html?kw=livro+a+arte+da+guerra


Qualquer semelhança, é mera coincidência ;)

Não é o máximo esse link da Amazon?!!!  Tem avental para todo o gosto, eu já escolhi o meu kkkkkkk ;)

Achei esse a minha caraaaa....;))))


domingo, 30 de outubro de 2011

Longevidade

Viva até 20 anos mais com seis hábitos, entre eles sorrir mais

Comer mais fibras, dormir melhor e fazer sexo também favorecem a longevidade

Por Ana Maria Madeira
 
 
Dois americanos parecem ter encontrado a fórmula para viver até 20 anos mais sem recorrer a tratamentos absurdos. No livro Diminua Sua Idade (editora Best Seller), o médico Frederic J. Vagnini e o jornalista Dave Bunnell apresentam hábitos que aumentam em décadas a longevidade - com justificativas cientificamente comprovadas. As principais recomendações dos americanos são: comer mais fibras, fugir do açúcar, cortar gorduras saturadas, dormir bem, fazer mais sexo e sorrir mais. No Brasil, a expectativa de vida é de 72 anos. No entanto, poucos são os que sonham viver somente até esta idade. Fomos conversar com um time de especialistas para entender como essas simples mudanças são capazes de garantir que você chegue à velhice com uma vida e saúde mais plenas.

Coma mais fibras
As fibras fazem bem para o bom funcionamento do intestino. É verdade, mas elas não servem apenas para isso. "Fibras desempenham uma série de funções importantes, como auxiliar a assimilação de outros nutrientes, reduzir o mau colesterol (LDL), prevenir doenças e até evitar o mau hálito", explica a nutricionista Daniela Jobst.

E para atingir bons níveis de fibras não são necessários grandes esforços, pois elas são encontradas em alimentos que ingerimos comumente. A quantidade ideal de ingestão gira em torno de 25 a 30 gramas por dia e é importante não exagerar, como explica a nutricionista Daniela Jobst. "O estômago se adapta ao 'efeito esponja' das fibras e acaba se dilatando. Se a pessoa ultrapassa essa quantidade, precisará comer mais do que antes para se sentir saciada". Além disso, é importante ingeris as fibras com um pouco de líquido, pois a seco sua ingestão é mais difícil.

Vários alimentos do dia a dia possuem fibras: cereais (farelos), hortaliças, frutas (com cascas), leguminosas, verduras, trigo, cereais integrais (arroz, pão, torrada), aveia, cevada, bagaço de frutas cítricas, maçã, goiaba, castanha, nozes, ervilha e leguminosas em geral.

Uma das frutas com mais fibras na composição é a goiaba com casca, que tem 5 gramas por cada unidade média. Uma porção de 40g de cereal matinal integral tem 12g de fibras, enquanto meia unidade de abacate tem pouco mais de 7g de fibras - mas tome cuidado com a escolha do cereal, pois muitos contêm açúcar e com a grande quantidade de açúcares e gorduras do abacate.

Uma colher de sopa de aveia possui 1,5g de fibra, assim como uma banana média - ótima combinação, não? E quem gosta do feijão, vale saber que ele possui 2g de fibra para cada 40g, enquanto a mesma quantidade de lentilha (que pode ser uma boa substituta) possui um pouco mais de 5g, assim como o mamão papaia, velho e bom companheiro de quem sofre de prisão de ventre.
Açúcar - Foto: Getty Images
Fuja do açúcar
De acordo com a dermatologista Marcella Delcourt, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, depois da preocupação com radicais livres e raios UV, o alvo para combater o envelhecimento é diminuir o açúcar. Isso porque ele libera um processo que liga moléculas de glicose maléficas às moléculas de proteína saudáveis.

"A glicação ocorre quando uma molécula de açúcar em excesso, por aumento da ingestão ou por lentidão do metabolismo da glicose, se adere a uma molécula de proteína (colágeno, elastina) formando os AGEs, que alteram a estrutura dessas proteínas, impedindo a eficácia no desempenho de seus papéis mais importantes e, na pele, leva ao aparecimento das rugas", explica a especialista.

Além de alterarem a estrutura da proteína, os AGEs são fábricas de radicais livres que se acumulam ao longo do tempo, piorando seus efeitos no organismo e também deixando a pele com um aspecto opaco e envelhecido. Mesmo com a corrida para tentar combater os AGEs, é possível diminuir seus efeitos com hábitos alimentares saudáveis:

- Amêndoas e quinua são uma boa pedida para as refeições, da mesma forma que o consumo de maçã também é recomendado (rica em antioxidantes e flavonoides)

- As fibras também são importantíssimas: feijão, lentilha, ervilha. Agem como estabilizadores do açúcar e ajudam a queimar a gordura;

- Beba seis a oito copos de água por dia e prefira alimentos orgânicos;

- Evite comidas industrializadas, como flocos de milho, salgadinhos, bolachas, ketchup, refrigerantes e alimentos que contêm corante caramelo na sua composição, dentre outros.

- Tome chá verde ou suplementos à base dessa bebida com probióticos, antioxidantes e substâncias anti-AGEs de ultima geração na composição (prescritos pelo médico).

Dormir bem
Um estudo realizado pela American Academy of Sleep Medicine mostrou que dormir bem é um dos segredos para a longevidade. Alguns problemas de saúde foram associados com pior qualidade de sono. Entre os avaliados, 46% dos participantes que tiveram a autoavaliação de saúde insatisfatória também relataram não dormir bem. As chances de um bom sono foram também menores em pessoas que muitas vezes se sentiam ansiosas, que tinham pelo menos uma doença crônica e dificuldades com as tarefas diárias.

De acordo com o neurologista Renato Lima Ferraz, a quantidade ideal de horas de sono varia de pessoa para pessoa. "Mas o mínimo recomendado é de seis horas ao dia, sendo importante não ultrapassar nove para adultos, porque quem dorme mais que isso acaba ficando, na verdade, menos descansado", explica o especialista.

A importância do sono, também se estende ao aprendizado. "A fase REM, quando acontecem os sonhos, tudo que aprendemos durante o dia é processado e armazenado. Quando dormimos menos que o necessário, a memória de curto prazo não é processada e não conseguimos transformar em conhecimento aquilo que foi aprendido", explica o neurologista.

Não se sature de gordura
Viver com gordura pode ser ruim, mas viver sem ela é péssimo para seu paladar e inviável para seu organismo. As gorduras servem de base para a formação de diversos hormônios, inclusive os hormônios sexuais. Entretanto, as gorduras saturadas são as mais nocivas para a saúde do organismo. Para identificá-las, basta lembrar da banha de porco que sua avó tinha guardada na cozinha ou a capa da picanha que causa arrepios no seu cardiologista. As gorduras saturadas contêm o número máximo possível de átomos de hidrogênio (daí o termo saturadas), e ingeri-las em excesso é um passaporte garantido para um infarto no miocárdio.

Derrames e alguns tipos de câncer, como o de próstata e o de mama, também têm a origem associada aos excessos dessas gorduras no organismo - sem contar que a gordura saturada é inimiga número um do emagrecimento. Para prevenir tudo isso, restrinja o consumo diário desse nutriente a, no máximo, 7% das calorias totais da sua dieta.
Sexo - Foto: Getty Images
Fazer mais sexo
Aqui cabe uma ressalva: priorize a qualidade, em vez da quantidade. O sexo, quando em uma frequência que atrapalha a rotina da pessoa, pode ser um sintoma da compulsão por sexo. Mas, nos dias atuais, o que vem acontecendo com muita gente é deixar o sexo de lado, por conta da falta de tempo e do estresse do dia a dia, que detonam a libido. Segundo o ginecologista Neucenir Gallani, o sexo é importante para a saúde física e emocional, pois o orgasmo libera substâncias como as endorfinas, que atuam no sistema nervoso. "Elas diminuem a sensibilidade à dor, relaxando a musculatura e melhorando o humor", afirma.

Estabelecer uma quantidade normal de desejo sexual não é algo satisfatório, pois cada um lida com a própria libido de forma diferente - e ao longo da vida ela costuma oscilar e até se modificar por completo. "No entanto, quando há insatisfação pessoal, há algo de errado provavelmente", de acordo com o sexólogo Paulo Bonança.


Sorrir mais
Manter uma fisionomia pacífica é essencial para a boa convivência, afinal a expressão "cara de poucos amigos" não surgiu à toa: quem vive de cara feia, afasta todos ao redor.

E sorrir vale até para ajudar a manter aquela linda história de amor. Um estudo realizado pela Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, identificou que pessoas que sorriem de forma sincera e verdadeira têm mais chances de manter o casamento. Isso porque a sinceridade do sorriso revela a atitude da pessoa diante da vida. "Sabemos também que a falta de senso de humor, ou uma vida acompanhada de impaciência, raiva e atitudes hostis, estão associados a um maior risco de desenvolver pressão alta, piorar o controle dos níveis de glicose e ainda aumentar o risco de doença isquêmica do coração e de morte", de acordo com o neurologista de Unifesp Ricardo Teixeira.


Bom diaaaaa ;)))


Pra mim, ao acordar não tem nada mais despertador do que um cafezinho... Amooooo ;)

Então, se você também concorda comigo, vai adorar essa matérioa sobre o nosso cafezinho...


Os benefícios do café nosso de cada dia  

GAZETA MERCANTIL

Bebida controversa e ao mesmo tempo unanimidade nacional, o café volta à pauta do dia. O cientista Tomas De Paulis, da norte-americana Vanderbilt University Institut for Coffee Studies acaba de realizar 19 mil testes com a bebida. O resultado das pesquisas mostra que o efeito benéfico é maior do que se pensa. De Paulis diz que crianças que tomam café com leite uma vez ao dia têm menos chance de desenvolver depressão do que aquelas que não consomem a bebida.

Mas as novidades não param aí. "Quem já não ouviu falar que o consumo de café interfere na absorção do cálcio e pode acelerar a osteoporose? Ou que o café está associado a males do estômago, à agitação e pode causar dependência? O fato é que o café, que já foi símbolo da economia do Brasil, também pode trazer benefícios à saúde", diz Fábio Ravaglia, presidente do Instituto de Ortopedia e Saúde e membro do corpo clínico externo do Hospital Albert Einstein e do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.
Tanto De Paulis quanto Ravaglia fazem parte de um grupo entusiasta de pesquisadores que têm revelado os efeitos positivos do café. Dizem que a bebida reduz o colesterol, auxilia no combate a doenças coronarianas, proporciona efeitos antidepressivos, reduz o risco do Mal de Parkinson, protege contra diabetes do tipo 2, desenvolve ação antioxidante e auxilia em processos de emagrecimento e na prevenção de alguns tipos de câncer (cólon e reto).

"Há estudos recentes, inclusive, que indicam que substâncias presentes no café podem prevenir demências e Alzheimer e que o consumo moderado e regular inibe o alcoolismo e a depressão", afirma Ravaglia. Ele observa que, no Brasil, a Fundação Zerbini assinou, em 2006, um protocolo com a Associação Brasileira da Indústria do Café para a criação da Unidade de Pesquisa Café-Coração do Incor, que até hoje tem conduzido pesquisas sobre a bebida.

Entre as novidades das pesquisas foi apontado que o cafezinho está associado a um menor risco do desenvolvimento de diabetes tipo 2, pois o café contém anti-oxidantes que ajudam a controlar o dano causado às células que contribuem para o de-senvolvimento da doença. "Pessoas que bebem de quatro a seis xícaras de café por dia têm 28% menos chances de desenvolver a doença, enquanto as que consomem uma ou duas xícaras têm maiores chances de desenvolver diabetes tipo 2", diz Ravaglia.
Ele diz que o Kaiser Permanente, instituto localizado na Califórnia, apontou, ainda, que o café ajuda a prevenir a cirrose alcoólica, doença crônica do fígado causada pelo alcoolismo. O estudo reuniu informações de 125.580 pacientes sobre o consumo de café, álcool e chá, e as comparou com registros de casos de cirrose nesses pacientes, o que demostrou que quanto maior a quantidade de café ingerido, menores as probabilidades de desenvolvimento da doença.

"A revista médica norte-americana Neurology indicou que a cafeína pode, ainda, retardar a deterioração mental em idosas. O efeito foi observado em mulheres com mais de 65 anos que consumiam mais de três xícaras de café por dia. A substância não teve o mesmo resultado nos homens. Os efeitos benéficos da bebida sobre a memória de portadores de doenças degenerativas ocorre porque a cafeína age no sistema nervoso central como um estímulo", diz o ortopedista.
Além disso, pesquisadores do Centro de Transtornos Motores, ligado ao Centro Médico da Duke University da Carolina do Norte (EUA), afirmaram que membros de famílias afetadas pelo Mal de Parkinson que fumam e bebem café em grandes quantidades têm menos probabilidades de desenvolver a doença, apesar de correrem outros riscos ao adotar esses hábitos.
Estudos mostram que o risco cardiovascular pode diminuir com o consumo de café. Após acompanhar, por 15 anos, mais de 27 mil mulheres com idades entre 55 e 69 anos, pesquisadores noruegueses descobriram que as mulheres que bebiam de uma a três xícaras de café ao dia reduziam o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares em 24% em relação àquelas que não bebiam café.

No entanto, à medida que a quantidade de ingestão do café aumentava, o benefício decrescia. Com mais de seis xícaras ao dia, o risco não era reduzido de forma significativa. Ainda sim, depois de um filtro de controle por idade, consumo de cigarros e de álcool, as mulheres que bebiam de uma a cinco xícaras ao dia reduziram o risco de morte por qualquer uma das causas em 19%.
"No momento, colocado na balança, o impacto positivo do café parece superar os eventuais impactos negativos, o que nos anima a continuar saboreando a bebida", diz Ravaglia. Mas ele avisa que o número máximo deve ser de seis xícaras por dia, para não ocorrer saturação de cafeína. "E o café feito em casa deve ser ingerido até 15 minutos depois de coado, senão a bebida oxida."

Editoria: PLANO PESSOAL

http://www.revistacafeicultura.com.br/index.php?tipo=ler&mat=14414

sábado, 29 de outubro de 2011

Quando não se tem varanda ...

Adorei essa matéria sobre jardim dentro de casa.  Recentemente me mudei para um apartamento sem varanda, e sabe que estou sentindo muito a falta dela,  e de mais verde em minha sala.  Achei essa solução ideal para mim, e vem a casar com as minhas ideias que já estavam fervilhando na minha cabeça já há alguns meses.  Vou por a mão na massa e depois mostro como ficou ;)))



Revista Casa Claudia Edição de outubro de 2011

JARDINS

Aprenda a cultivar um jardim dentro de casa

Com vontade de ter um pouco de verde por perto, mas falta espaço? Aprenda aqui como cuidar de espécies que vivem bem em áreas fechadas

Reportagem Visual Juliana Hamacek e Mariana Pinheiro (assistente)
Texto Rosane Queiroz
Fotos Marco Antonio
Amigas da sombra, as espécies usadas nestes projetos vivem bem em ambientes fechados e dispensam grandes cuidados. Mesmo com luminosidade indireta e pouca água, elas florescem radiantes. Conheça algumas e saiba como cultivá-las. E se você se animar, a gente também te ensina a criar uma horta vertical.

Genteee vejam a chia, novamente fazendo sucesso nos sites de saúde e beleza

13 motivos para consumir chia, a semente da vez


Ela está lotada de ômega-3, cálcio, fibras, ferro e diversos outros nutrientes

 
por Carolina Gonçalves

Novidade nas prateleiras brasileiras, a chia, uma semente encontrada no sul do México, está prometendo um caminhão de vantagens para a saúde. Riquíssima em uma série de nutrientes, o grão também pode ser um grande aliado da dieta.

Ela está disponível no mercado de três formas: óleo, farinha e grão inteiro. O óleo pode ser usado como temperos de saladas e pratos em geral, e a farinha ou o grão podem ser adicionados em iogurtes, vitaminas, tortas, bolos, saladas, sucos, entre outras receitas.

"A porção diária recomendada é de 25 gramas, o equivalente a uma colher de sobremesa", diz a nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilíbrio Nutricional. Caso você passe um pouco dessa recomendação, não há grandes problemas, mas é importante não exagerar e manter sempre a dieta equilibrada, pois a chia é um tanto calórica - são 164 calorias por porção da semente. Confira tudo o que essa colherzinha diária pode fazer pela sua saúde!
 
 
Efeito tira-fome
A semente de chia é rica em fibras tanto solúveis quanto insolúveis. A nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilíbrio Nutricional, conta que essas fibras ajudam a regular o trânsito intestinal, evitando ou tratando a prisão de ventre, por exemplo. Enquanto a aveia possui 9,1g de fibras a cada 100g do grão, a chia tem 13,6g de fibra. "Ela também proporciona mais saciedade, pois em contato com líquido no interior do estômago forma uma espécie de 'gel' que dilata o estômago, ajudando também no emagrecimento", explica.


Ômega-3, o amigo do coração
É, sem dúvida, o carro-chefe nutricional da chia. A porção de semente de chia tem nada menos que 400% da nossa necessidade diária de ômega-3. É claro que quando pensamos em ômega-3, logo nos lembramos de peixes, principalmente o salmão, que é muito rico desse nutriente. Porém, de acordo com as nutricionistas, 100 gramas da semente de chia têm oito vezes mais ômega-3 que um pedaço médio de salmão.

De acordo com a nutricionista Roseli Rossi, esta gordura do bem é responsável por afastar de perto as doenças cardiovasculares. Ela reduz a formação de coágulos sanguíneos e arritmias, diminui o colesterol circulante no sangue e também aumenta a sensibilidade à insulina. "Além disso, o ômega-3 ajuda na regulação da pressão dos vasos sanguíneos uma vez que aumenta a fluidez sanguínea, evitando assim, o aumento da pressão arterial", completa a nutricionista.

Além de todos esses benefícios, o ômega-3 é importante para fortalecer o sistema neurológico, além de evitar depressão e aumentar a absorção de nutrientes.


Mais cálcio que o leite
Essa é para os intolerantes à lactose e precisam de uma fonte de cálcio segura - segundo a nutricionista Vivian Goldberger, do Emagrecentro, 100 gramas da semente de chia (equivalente a sete colheres de sopa) tem seis vezes mais cálcio que meio copo de leite integral - que tem em média 246 mg do nutriente. "O cálcio presente na chia ajuda na formação da massa óssea, evitando a osteoporose", explica a nutricionista Roseli Rossi. Uma porção de semente de chia (25 gramas) tem cerca de 21% das nossas necessidade diárias de cálcio.


Mais ferro que o espinafre
Uma ótima notícia para quem torce o nariz para espinafre e outros vegetais ricos em ferro, ou mesmo sofre de anemia ferropriva - necessitando, portanto, ingerir boas fontes de ferro. De acordo com a nutricionista Vivian Goldberger, 100 gramas da semente de chia oferecem três vezes mais ferro que a mesma quantidade de espinafre, por exemplo. Para ilustrar melhor: uma porção da semente tem 67.8% das nossas necessidades diárias em ferro.


espinafre - foto Getty Images
Proteínas para os músculos
Ótima para quem faz atividade física e precisa de uma boa fonte de proteínas para a reconstrução muscular, 100 gramas da semente de chia carregam 16g de proteína em sua composição. "Enquanto em 100 gramas de arroz integral cru há 8 gramas de proteína e no milho verde cozido há 3 gramas, por exemplo", conta a nutricionista Roseli Rossi. A vantagem da superdose é que a semente ajuda na manutenção de massa muscular, fornece mais energia para as células nervosas e ainda pode complementar as necessidades proteicas - uma porção da semente de chia tem 8.6% das nossas necessidades diárias nesse nutriente.



Carrega magnésio Essencial para o pleno funcionamento do nosso cérebro e ligações cognitivas, o magnésio também está muito presente na semente de chia. "Em comparação com 100 gramas de brócolis, a semente de chia tem 15 vezes mais magnésio", conta a nutricionista Vivian Goldberger. A porção possui 27.9% das nossas necessidades diárias desse nutriente.

Vitamina A para os olhos
A porção diária da semente de chia possui cerca de 20% das nossas necessidades dessa vitamina. "Ela melhora sistema imunológico e protege a pele e os olhos contra o processo de envelhecimento", conta a nutricionista Roseli Rossi.



Potássio contra câimbras
Esse nutriente tem grande participação na ação muscular, sendo essencial para quem pratica exercícios físicos todos os dias. De acordo com as nutricionistas, 100 gramas da semente de chia têm duas vezes mais potássio que duas bananas grandes. Nesse caso você pode até consumir a dupla junto, garantindo potássio de sobra para a atividade física. Uma porção de chia tem 6.4% das nossas necessidades diárias de potássio.


Vitaminas do Complexo B
A semente de chia também possui em sua composição a niacina, a tiamina e a riboflavina, todas vitaminas do complexo B. Elas são fundamentais para o pleno funcionamento do nosso sistema nervoso, além de auxiliar no metabolismo das nossas células, fazendo com que nosso organismo todo funcione melhor. A porção da semente tem 13% das necessidades diárias de niacina, 4.6% das de riboflavina e 30% das de tiamina.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
 
Antioxidantes contra radicais livres
A semente de chia possui ácido cafeico e ácido clorogênico, ambos antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres, combatendo o envelhecimento celular e prevenindo nosso organismo contra diversas doenças, inclusive o câncer.



Manganês extra
A porção da semente de chia tem 63.5% das necessidades diárias de manganês. "Esse nutriente participa na síntese de várias reações enzimáticas, além de estimular o crescimento dos ossos e do tecido conjuntivo", conta a nutricionista Roseli Rossi.


Cheia de zinco
Esse nutriente melhora nossa imunidade, paladar, olfato e visão. Também promove a liberação do hormônio do crescimento e ajuda na formação de colágeno. Na porção de chia você encontra 12.3% das necessidades diárias de zinco.



Rica em cobre
"Ele facilita a absorção do ferro, é catalisador na formação da hemoglobina, melhora imunidade e ajuda na formação de elastina e colágeno", conta a nutricionista Roseli Rossi. A porção da semente possui 30.5% das necessidades diárias de cobre.

músculos - foto Getty Images 



sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Fazendo você rir...

Abacaxi com Chia

Hoje pela manhã, por voltas das 10 h 30 ,  me deu aquela vontade de comer uma frutinha.  Sabendo que é ideal para a dieta incluir uma fruta nesse horário,  como lanche da manhã, escolhi o abacaxi docinho que tinha na minha geladeira.

 Resolvi cortar uma rodela desse abacaxi e salpicar sementinhas de chia ( aquela sementinha que ajuda a reduzir o apetite e tem muitas vitaminas, e tenho um post sobre ela bem legal...).  Como a chia não tem gosto de nada, e o abacaxí estava um mel de tão doce, o resultado final foi delicioso e melhor ainda por ser uma alternativa na injestão dessa sementinha tão poderosa ;)))

Olha só como ficou apetitoso!!!!




;)

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

   Adoro azeite e tenho usado só ele no preparo das minhas refeições, óleo refinado, muito raramente... Por isso postei essa matéria que li no site http://www.metabolikey.com/v2/post.php?id=1207 . Vale a pena dar uma olhadinha...

Azeite no prato... ...e vida mais saudável
   Por Dr. Alexandre Merheb | 03/09/2011



O azeite é bastante usado como tempero e é muito conhecido pelos benefícios para a saúde. Ele dá à comida sabor e aroma inconfundíveis e vem sendo utilizado na alimentação do homem há muito tempo.

O óleo de oliva tem o poder de reduzir a quantidade de LDL (mau colesterol) do organismo, dada a grande dose de gordura monoinsaturada em sua formulação. Essa gordura, quando ingerida, não se transforma em colesterol. E é exatamente por isso que o consumo regular de azeite diminui os riscos de infarto e de acidentes vasculares cerebrais, pois reduz o desenvolvimento de placas de ateroma nos vasos sanguíneos. O óleo de oliva também ameniza a formação de radicais livres, culpados pelo envelhecimento e pelo surgimento de doenças degenerativas, pois é rico em polifenóis.

Segundo artigo publicado na revista médico-científica americana Cell Metabolism, a ingestão diária de azeite ajudaria nosso organismo a manter a impressão de satisfação por mais tempo e a aumentar os intervalos entre refeições.

De acordo com o resultado do estudo que foi apresentado na publicação, tanto o azeite de oliva quanto outros óleos não-saturados, todos benéficos à nossa saúde, têm grande quantidade de ácido oleico. A pesquisa mostrou que, nos ratos, esse ácido quando chega ao intestino delgado, é absorvido pelas células de revestimento e se transforma no lipídio OEA (oleiletanolamida), viaja pelas células nervosas e avisa ao cérebro que é hora de parar de comer. É assim que esse lipídio reduz a freqüência das refeições. E diminui o peso e os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue dos que o ingeriram.

Os principais tipos de azeite de oliva usados na alimentação são:

Azeite de oliva virgem - Fabricado através de processos mecânicos. Sua classificação depende de suas características e da acidez. Pode ser extra-virgem, virgem ou comum.
O azeite extra-virgem é o resultado da primeira prensa da azeitona. É mais puro, com menor teor acidez e não recebe aditivos, calor ou solventes. Depois do processo mecânico para a obtenção do óleo, este é somente filtrado e lavado. Dê referência ao azeite extra-virgem, que e mais puro e mais benéfico para a saúde.
Já o azeite virgem é obtido da segunda ou da terceira prensa da azeitona. Tem sabor mais suave e levemente adocicado.
Azeite de oliva refinado - É o azeite virgem refinado. Por causa de seu teor de acidez, passa por um processo químico de neutralização.
Azeite de oliva - É uma mistura de azeite de oliva refinado com o virgem.


Algumas dicas para comprar, armazenar e consumir o azeite:
· Confira sempre o rótulo de conteúdo nutricional do produto. Para ser considerado virgem ou extra-virgem, o azeite não pode ter mais de 16 gramas de gordura total;
· Para dar um gostinho diferente ao azeite, dentro da garrafa alguns dentes de alho ou um galhinho de alecrim ou manjericão ou outra erva de sua preferência;
· Garrafa ou lata? A escolha é sua, mas lembre-se de guardar o azeite sempre em locais arejados e sem luz direta.
· Olho no rótulo: dê preferência ao azeite com menor grau de acidez. Quanto menor ela for, melhor a qualidade do azeite e mais gostoso ele é.
· O azeite mais novo é sempre mais saboroso, mas as qualidades nutricionais desse óleo não se alteram com o passar do tempo.

Dica para se evitar a obesidade ;))

Metade do Brasil está obeso

por Ana Carolina Pinto

Mais da metade da população brasileira está com sobrepeso ou obesa. Fique alerta!
Quando uma pessoa é considerada obesa? Para afirmarmos que uma pessoa é obesa, é preciso fazer o cálculo do seu índice de massa corpórea, que é obtido a partir da divisão do peso do indivíduo (em quilos) pela sua altura (em metros) multiplicada ao quadrado. Ou seja: IMC=peso/altura2. Quando o resultado desta fórmula é maior do que 30 kg/m2 pode-se afirmar que a pessoa é obesa. Vale lembrar que os valores de normalidade do IMC são 18,5-24,9 kg/m2. Pessoas com sobrepeso apresentam IMC entre 25 e 29,9 kg/m2.

Qual a dica de alimentação para os adultos e para as crianças para evitar a obesidade? Consumir diariamente alimentos como cereais, frutas, legumes, verduras, carnes magras, aves ou peixes. Fazer ao menos 3 refeições por dia, evitando beliscar nos intervalos e ter sempre a mão frutas e suco de frutas para os lanches entre as refeições. Iniciar a refeição e dar prioridade para alimentos de origem vegetal, com saladas em grande quantidade. Não esquecer de beber muita água entre as refeições.  Além disso, deve-se evitar o consumo de alimentos muito gordurosos, doces, etc.
Crédito: Dreamstime

Qual a dica de alimentação para os adultos e para as crianças para evitar a obesidade?Consumir diariamente alimentos como cereais, frutas, legumes, verduras, carnes magras, aves ou peixes. Fazer ao menos 3 refeições por dia, evitando beliscar nos intervalos e ter sempre a mão frutas e suco de frutas para os lanches entre as refeições. Iniciar a refeição e dar prioridade para alimentos de origem vegetal, com saladas em grande quantidade. Não esquecer de beber muita água entre as refeições. Além disso, deve-se evitar o consumo de alimentos muito gordurosos, doces, etc.



Bom dia ;)


Um delicioso dia recheado de paz e amor pra você ;))

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Cardápio enxuto ;)

Meu cardápio foi bem leve.  Pela manhã café com leite, ás 10:00 um copinho de iogurte com 1 colherinha de granola.  Almocei shake Herbalife, e a tardinha, cafezinho com leite.   Agora,  fechei o dia de hoje com chave de ouro...


Preparei essa sopinha de carne e  legumes bem light, e ainda salpiquei, na hora de servir, sementes de Chia ( tenho um post que fala das propriedades nutritivas e emagrecedoras dessa sementinha), o que a tornou muitas vezes mais nutritiva ;)

Banquinho fashion

Achei essa idéia tudo de bom para quem adora colecionar revistas e fica sem saber depois onde guardá-las.
Além de super fashion o banquinho é bem funcional, eu achei lindinho, kkkkkkk...

Banquinho fashion

CASA E JARDIM – Blog Lá em Casa



Uma solução bem divertida para usar em dia de festa. Sabe aquele monte de revistas que ficam empoeirando a estante? Pois é, passe dois cintos em volta delas e prenda uma almofada em cima. Vira um banquinho super simpático para acomodar todo mundo na sala. Para os “loucos por revista” como eu, pode até ser uma nova maneira de guardá-las.  A foto foi tirada do Blog A Subtle Revelry (asubtlerevelry.com).

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Pequenos mimos

Amo artesanato, e estou sempre em busca de novas idéias para transformar a criação em pequenos mimos...



Esse é o big sachê,  aromatizado com gotinhas de óleo essencial de lavanda francesa.  Além de perfurmar o ambinete,  a lavanda francesa ajuda a acalmar devido as suas propriedades anti stress ;)



Esses pequenos mimos também estão aromatizados com lavanda francesa e fazem um sucesso enorme com as adolescentes que amam pink,  kkkkkkkk...



Boas escolhas... Queijo branco

Benefícios do queijo branco para a saúde

O queijo branco é rico em proteínas, vitaminas e em cálcio, fortalecendo os ossos. O alimento ainda protege contra doenças cardíacas e diabetes

Publicado em 03/10/2011
Conteúdo do site MÁXIMA
 
queijo branco
É possível encontrar queijos cottage e de minas enriquecidos com probióticos
Foto: Getty Images
Na lista dos queijos, o branco é campeão em nutrientes e em baixas calorias, por isso é o único indicado pelos especialistas.

Ele reúne proteínas (contribui na formação dos músculos), vitaminas A (antioxidante), D (aumenta a imunidade) e B (mantém a saúde de olhos, pele e cabelo), e minerais, como fósforo e cálcio (para ossos e dentes fortes). "Dentre os brancos, a ricota e o cottage são os mais leves, porque o leite usado na fabricação é o desnatado. O queijo de minas leva o tipo integral na receita, o que o torna mais calórico, assim como a mussarela de búfala", diz a nutróloga Cristiane Coelho.

Uma pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) constatou que o consumo rotineiro desses queijos está ligado à queda nos casos de hipertensão e diabetes, pois além de fornecerem cálcio, eles são quase isentos de gordura. Essa combinação estabiliza a pressão arterial, regula a absorção da glicose e ajuda a equilibrar o peso.

Ainda melhores


É possível encontrar queijos cottage e de minas enriquecidos com probióticos, micro-organismos vivos que equilibram as bactérias do intestino, protegendo a flora.

Como a maioria das vitaminas e minerais é absorvida pelo trato intestinal, o consumo desses queijos preserva o bom funcionamento do órgão.

Inclua queijo branco no seu cardápio!
 

domingo, 23 de outubro de 2011

Permaneça jovem comendo...

Essa reportagem chamou a minha atenção, de que nada adianta cremes caros anti-idade, se você não se alimenta bem, pense nisso...


 
"Fonte da juventude em seu prato
Saiba o que comer para retardar o envelhecimento Por Dr. Alexandre Merheb | 06/08/2011
O ser humano sempre buscou uma fonte de juventude eterna. Cosméticos e tratamentos estéticos sempre foram os recursos mais utilizados para atrasar os sinais de envelhecimento. Mas para retardar a ação do tempo, nada melhor do que começar pela alimentação. De nada adianta comprar cremes caros, fazer os tratamentos estéticos de última geração se a alimentação for deficiente. Então a idéia é que se consumam alimentos que realmente possam fazer a ação do tempo vir mais devagar.

Veja o que colocar no seu prato:

Alimentos ricos em ômega 6
Os alimentos ricos nessa substância evitam os processos inflamatórios. O ômega 6 é encontrado em peixes de águas frias, linhaça, nozes e alguns óleos vegetais.

Alho
Facilita a desintoxicação do organismo e ajuda no combate aos radicais livres.

Aveia
Reduz os radicais livres, tem efeito antiinflamatório.

Betacaroteno
O nutriente, encontrado na cenoura, abóbora, mamão, laranja, espinafre e brócolis, entre outros, promove a manutenção da pele e combate radicais livres.

Chá verde
Aumenta a formação de colágeno.

Frutas vermelhas
Além de muito gostosos, são alimentos desintoxicantes e capazes de neutralizar os radicais livres produzidos pelo organismo.

Licopeno
Substância encontrada em alimentos vermelhos, e que é antioxidante, anticancerígeno e antiinflamatório. Presente no tomate, pimentão vermelho, beterraba, goiaba vermelha e melancia.

Soja
Rica em isoflavonas, a soja tem poderes antioxidantes e é capaz de promover o equilíbrio do hormônio estrógeno, chegando a diminuir os sintomas da menopausa.

Vitamina C
Tem participação ativa na formação do colágeno, e é encontrada em frutas cítricas, em folhas verdes (cruas) e no tomate.

Vitamina E
Tem poder antioxidante, está presente nos óleos vegetais (canola, girassol, milho e soja), em algumas sementes e em cereais integrais, no abacate, nas amêndoas, e nos aspargos.

Zinco
Mais uma substância que combate os radicais livres. Encontrado em ostras e frutos do mar, fígado, carne vermelha e de peixes, cereais integrais, levedo de cerveja e leguminosas em geral.


Nunca é demais lembrar para quem segue o programa de reeducação metabólica: antes de consumir qualquer alimento, consulte a lista de permissões para a fase em que você se encontra. Em caso de dúvidas, consulte o suporte."
http://www.metabolikey.com/v2/post.php?id=1194

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Chia, a semente da vez ;)

Aqui na minha quadra comercial,  tem um restaurande orgânico super fofo com uma lojinha de produtos naturais e orgânicos.  Resolvi entrar para procurar por novidades e logo de cara encontrei a Chia...

Chia é a semente que elimina gordura

Chia pode ser encontrada nas versões em grãos, farinha e óleo.

A chia tem efeito superior ao da linhaça no papel de combater a fome e desintoxicar o organismo


Publicado em 19/08/2011
Leopoldo Rosalino
Conteúdo do site VIVA!MAIS

Para resguardar as propriedades do grão, lembre-se de conservá-lo sempre na geladeira!

O que é

Originária do México, a chia é uma semente que foi muito consumida por civilizações antigas, principalmente por quem precisava de força e resistência física.

Composição

Entre os principais componentes está o ômega 3 - em teor mais elevado do que o encontrado na linhaça. também tem fibras, cálcio, magnésio, potássio e proteína.

Ajuda a perder peso porque...

Segundo a nutricionista Flávia Cyfer, a chia age em três frentes distintas que auxiliam no emagrecimento

· Causa saciedade: "suas sementes são mucilaginosas, ou seja, ricas em fibras. ao entrarem em contato com a água, formam um gel no estômago. diante dessa reação, a digestão torna-se mais lenta. Assim, o indivíduo fica satisfeito mais rapidamente e, então, passa a consumir porções menores".

· Combate inflamação: "a gordura é resultado de um processo inflamatório do organismo, que deixa de enviar mensagens de saciedade ao cérebro. Com isso, perde-se o controle sobre a fome a ponto de comer e nunca se sentir satisfeita. O ômega 3 presente no grão combate essa inflamação, ajudando o corpo a recuperar o controle sobre o apetite"

· Desintoxica: "a fibra regula o trânsito intestinal e limpa o organismo por meio das fezes".

Outros benefícios

Além de ajudar o corpo a entrar em forma, a chia colabora na redução do colesterol, controla a glicemia, ajuda na formação óssea, previne o envelhecimento precoce e melhora a imunidade do organismo.

Contraindicações

Qualquer pessoa pode ingerir a semente. Porém, devido ao alto teor calórico, o excesso pode levar ao ganho de peso. Logo, para emagrecer, coma apenas a quantidade indicada na matéria.

Como consumir?

Pode ser encontrada de três formas - in natura (grãos), óleo e farinha. Mas independentemente do jeito que você prefere consumi-la, a chia deve ser ingerida 30 minutos antes de duas das suas principais refeições diárias (café da manhã, almoço ou jantar).
Conheça as formas e algumas marcas do produto já à venda no mercado.

GRÃO

Como ingerir:
pode ser consumido puro ou misturado a frutas de sua preferência. O ideal é comer uma colher (sopa) da semente 30 minutos antes das refeições.

1. Giroil: preço médio entre R$ 18* e R$ 20* (250 g).
2. Ser Leve: preço médio R$ 21,60* (250 g). Informações.: (11) 2412-9921
3. Cacalia: preço médio R$ 15* (200 g).

ÓLEO

Como ingerir
Use o óleo como tempero. Acrescente uma colher (sopa) do alimento em saladas, independentemente da quantidade de folhas. Contudo, a nutricionista Flávia Cyfer faz uma importante ressalva neste caso: a versão líquida de chia não conta com os benefícios das fibras, encontradas exclusivamente na farinha e na versão em grãos. Os demais componentes, como o ômega 3, permanecem inalterados.
1. Óleo Extravirgem da Giroil: Preço médio entre R$ 30* e R$ 35* (260 ml).
2. Cacalia: preço médio R$ 70* (250 ml).
FARINHA

Como ingerir:
adicione uma colher (sopa) no preparo de iogurtes, vitaminas e saladas.
3. Ser Leve: preço médio R$ 21,60* (250 g). Informações.: (11) 2412-9921
4. Cacalia: preço médio R$ 17* (200 g).

O poderoso grão possui...

· 2 vezes mais potássio do que a banana
· 3 vezes mais ferro do que o espinafre
· 6 vezes mais cálcio do que o leite integral
· 8 vezes mais ômega 3 do que o salmão
· 12 vezes o próprio peso: é o que ela absorve de água
· 15 vezes mais magnésio do que o brócolis

*Preços pesquisados em agosto de 2011

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/dieta/reportagem/dietas/chia-semente-elimina-gordura-637198.shtml

Tomando shakes

Todos já ouviram falar da Herbalife, não tenho dúvidas.  Mas será que já experimentaram?  Eu sim!!! 

Os sabores dos shakes são deliciosos e  cumprem realmente o que prometem.  Consigo substituir uma refeição tomando um copo da bebida e ainda ficar super satisfeita.

Isso é bom demais!!!



Olhem essa sugestão de cardápio...


     http://www.herbalife.com.br/

KEEP CALM AND CARRY ON ®

Gosto muito dessa marca e seus produtos. Concordo com o cartaz e assino embaixo!

Your Courage Poster

Novidades nas mãos



Lindo demais esse novo esmalte da Impala, o "Disco Ball" com
glitter hexagonal, nossas unhas agradecem hahaha...

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Agora na balança

Genteeeeeemmmmm!!!

Acabei de me pesar e para a minha feliz surpresa, menos um quilo!!!!!  Dá pra acreditar, em apenas 4 dias?
Ai que sensação boa, de que o verão será lindo e ensolarado e estarei lindona em Natal nas férias!!!! kkkk

Sem fomeeeeeee

Mais um dia super corrido, levando e buscando filhos e marido, coisas de casa, cachorro, periquito....blá, blá, blá...   Mesmo com todo esse agito, acordei disposta a seguir minha dieta e caminhar, para que meu emagrecimento seja ainda mais rápido.  O Victoza aliado a dieta e exercícios potencializa ainda mais a perda de peso. 

Tomei meu café com leite apenas, mas amanhã vou incluír frutas. Não quis comer pão!!!!  Percebi que depois do almoço (com porções bem reduzidas), só havia tomado uma caneca de café com leite e um minúsculo pedacinho de pão com requeijão por volta das 17:00 horas.  Agora são 21:12 e ainda estou satisfeita.  Estou pensando em tomar apenas um leitinho quente com granola antes de dormir....que delicinhaaaaaa



5 minutinhos

Bom diaaaaa...

Adorei esse site com receitas e videos que nos ensinam pratos deliciosos em 5 min.

O tempo não será mais desculpa para não injetarmos comidinhas mais saudáveis no nosso dia-a-dia!!!



Quinoa Salad with Apples and Almonds Recipe

http://www.5min.com/Video/Quinoa-Salad-with-Apples-and-Almonds-Recipe-517052349

quarta-feira, 19 de outubro de 2011




Mais um dia de # Victoza ;)


A minha pesquisa sobre o Victoza segue em andamento enquanto eu continuo fazendo o uso do medicamento.

Recentemente, li um artigo explicando a facilidade de se fazer reeducação alimentar tendo o Victoza como coadjuvante. No decorrer da matéria percebi que me incluía perfeitamente no exemplo citado. O que tem acontecido é que ao nos proporcionar um maior tempo saciados passamos a reduzir as quantidades ingeridas nas refeições seguintes ou até mesmo a extinguí-las.

No meu caso, eu não resistia a um lanchinho da tarde, mas agora tem sido impossível comer alguma coisa nesse horário. Então, o que tenho feito é empurrar o lanchinho para a noite, substituindo o jantar. Outra coisa que percebi hoje, na hora do almoço, no momento em que me preparava para servir uma salada de alface, tomate e pimentão acompanhada de salpicão, foi a dúvida da porção que colocaria no prato, tendo em vista que adoro salpicão e estava com fome por ter passado um pouco da hora de comer. Como estava no hipermecado, resolvi almoçar por lá mesmo antes que a fome me fizesse devorar alguma coisa muito mais calórica na praça de alimentação. Na hora de me servir coloquei um pouquinho a mais do que deveria. O resultado foi que não consegui comer tudo o que havia no prato, e não era muito não, hein. Logo me senti satisfeita e me dei conta que das próximas vezes que for me servir terei que diminuir bem as porções.

Estou gostando muito dessa experiência porque tenho visto que daqui pra frente, com a ansiedade controlada, a falta de vontade de beliscar e as porções menores, com certeza me trarão resultados positivos, como a perda de todos os meus quilinhos extras hahahaha...
 

Delícia de ilustração e sabor...

    Mais uma do blog casa d farinha, adorooooooooooooo...

Light na mesa e no bolso ;)

Olha que beleza a safra de outubro, tudo de bom pra deixar a dieta mais saborosa e baratinha! Obaaaaa...

Adorei a idéia dessa postagem do casadfarinha.blogspot.com

Outubro é mes de ...


Abacaxi
Ameixa Estrangeira
Banana Nanica
Banana Prata
Caju
Coco Verde
Jabuticaba
Laranja pêra
Lima da pérsia
Maça nacional Fuji
Mamão Havaí
Manga
Nêspera
Abóbora
Alcachofra
Batata doce rosada
Berinjela
Beterraba
Cenoura
Inhame
Pepino
Pimentão Amarelo
Almeirão
Aspargo
Brócolis
Couve – flor
Couve de Bruxelas
Couve
Espinafre
 
 
 

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Boa noite

Novamente sobre o " Victoza " ...

Não sei se você já leu meu primeiro post, que relata o meu primeiro dia de uso do Victoza, aquele remédio da vez, que ficou super pop depois que a Revista Veja fez uma matéria sobre ele. Bem, como toda pessoa que quer muito emagrecer e sofre com esses altos e baixos, li a reportagem e fiquei animadíssima em testá-lo.

O que dizem sobre o Victoza é o seguinte:

O Victoza é o nome comercial dado a Liraglutida, um medicamento feito para o tratamento de pessoas portadores de Diabetes Mielittus. A popularidade desde medicamento cresceu após ser publicado uma pesquisa que revelou que que o grupo tratado com a liraglutida perdeu cerca de 50% mais peso que os que foram tratados com, outros remédios anti-obesidade.

A droga, é a primeira de uma série de medicamentos a que imitam a ação de um hormônio produzido naturalmente no intestino e reduz o apetite. Publicado na revista The Lancet Liraglutide for weight loss in obese people ( Original em Inglês) o remédio se mostrou muito eficaz sem trazer efeitos colaterais.

Fonte: http://dicasdemagra.blogspot.com/2011/09/victoza-novidade-do-mercado-para.html



Na matéria da Revista Veja, podemos ler relatos de pessoas que não são potadoras de diabetes e estão fazendo o uso do remédio e emagrecendo também. Claro que o remédio foi prescrito por um endocrinologista que acompanha o paciente. Mas o que nos interessa é que eles emagreceram!!!! 

Depois de ter lido e relido, e  procurado saber tudo sobre ele, também fui à sua procura e agora estou relatando o que tem acontecido comigo após seu uso. Estou ótima, me sentindo bem, sem efeitos colaterais nenhum.  Ele realmente cumpre o que promete. A fome foi embora, junto com a ansiedade e a vontade de beliscar alguma coisa o tempo todo. Isso é muito bom!!!  Também estou vendo que terei que fazer alguns ajustes na minha rotina, pois os lanchinhos da tarde que adoro fazer, não me são mais possíveis de encarar. A sensação de saciedade é tanta que fico muito enjoada depois, e isso não é nada bom.  Foi o que aconteceu comigo hoje, por não resistir a um pãozinho francês fresquinho e quentinho que havia comprado para o lanche, junto com uma xícara de café com leite. Não quero ver mais nada pela minha frente, só água!!!